Arara-azul

Arara-azul

A arara-azul é uma espécie de ave da mesma família dos papagaios e periquitos. O termo azul refere-se à coloração marcante dessa espécie encontrada na Bolívia, Paraguai e no nosso país, onde é possível observá-la na Floresta Amazônica, no Cerrado e no Pantanal.

As araras-azuis são o maior animal da sua família: podem ter até um metro de comprimento da ponta da sua cauda até a ponta do seu bico. Se destacam também por seu bico forte e curvo, o qual é especializado em quebrar sementes.

Os bandos das araras-azuis são relativamente grandes, apresentando entre 10 e 30 indivíduos. Na época de reprodução, as araras formam casais, que cuidam de seus ninhos e filhotes e são fiéis mesmo após o final desse período.

A arara-azul atualmente está classificada como vulnerável, o que significa que essa espécie ainda não se encontra extinta, mas enfrenta um risco elevado de extinção. Isso se deve à destruição de seu habitat e pelo tráfico de animais. De acordo com dados do Instituto Arara Azul, até a década de 1980 mais de 10 mil araras-azuis foram retiradas da natureza e vendidas ilegalmente.

Deixe um comentário